Centro de Pesquisas de Águas Subterrâneas

CEPAS |USP

Centro de Pesquisas de Águas Subterrâneas

Instituto de Geociências da Universidade de São Paulo

Instituto de Geociências IGc-USP

Remediação de aquífero livre por processos oxidativos avançados (POAs) contaminados por compostos orgânicos e estudos dos efeitos secundários
2011 - Atual

Denominada historicamente de ?Oficinas Gerais do Cambuci?, a atual área da AES Eletropaulo teve suas atividades iniciadas em 1895, com utilização do local para cocheiras e estábulos de animais. Sucessora da Viação Paulista, a Light continuou operando algumas linhas de bondes com tração animal até 1903. Entre 1901 e 1914, a Light ampliou a área da Rua do Lavapés com o objetivo de transferir para lá suas oficinas. Em 1917 completou-se esta transferência e, entre a década de 20 e meados dos anos 50, a área foi expandida em termos de terreno e prédios industriais abrangendo, atualmente uma área de quase 107 000 m2. Nas últimas décadas do século XX e atualmente, a principal atividade executada na área é a manutenção de transformadores de vários tipos: de Força, de Potencial e Corrente, de Distribuição Aérea e de Distribuição Subterrânea. Estudos de investigação ambiental desenvolvidos na área identificaram no solo e na água subterrânea grande número de agentes contaminantes de natureza orgânica (TPH, tetracloroetoeteno, cloreto de vinila etc.) e inorgânica (Pb2+, Co2+, Cu2+, Mn2+, Zn2+, Fe, Ba2+, As, Cr2+ etc.) materiais que serão tratados neste projeto. Neste trabalho será estudada uma das técnicas de remediação que será aplicada na área, ou seja, o Processo de Oxidação Avançada (POA), assim como determinar os efeitos secundários resultantes do uso desse processo.

Integrantes: (Raphael Hypolito), Mauricio Gardinali Junior.